Cortina e persiana

 

Ele era silêncio.

Aliança na mão esquerda, nos olhos duas estrelas penduradas.

Todos os dias me cumprimentava com um toque frouxo no rosto. Eu tentava reter um dedo, um pedaço de braço, de ar. Quando se distraía, eu me encostava nele como uma cortina. Ele desviava se desculpando feito uma persiana.

Minha tia Helena diz que só se conhece um homem na cama.

Nunca seremos apresentados.



Escrito por Angela Senra às 23h28
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Mulher, Livros, Cinema e vídeo, Escrever


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Deborah Dornellas
Guta Gibelli
Guta Gibelli
Noemi Jaffe
Marcelino Freire
Isabel Pinheiro
Revista piauí
Danielle Cotrim
Giovanna Vilela
Aline Camargo
le petit vert
Sérgio Rodrigues
Marina
Matheus Hruschka
Daniela Salu
Adriana Marmo
Estela Madalosso
Bento e Vitor
Fernando Gonsales
Eduardo Muylaert
Adão Iturrusgarai
Elcio Thenório
Revista Bravo!
Aline Cântia
Carol e Clara
Ecomamy
Casa da Chris
Daniele Tavares
Karina Hollo
Leo Chacra
Bel Ascenso
Eliana Loureiro
Claudia Visoni
Malu Alves